23 de jun de 2008

Jogo de amor em Las Vegas (2008)



Jogo de amor em Las Vegas agrada por ser diferente, mas seu final não abandona a mesmice de comédias-românticas, e é o que podemos esperar, não?

Em Jogo de Amor em Las Vegas, Joy McNally (Cameron Diaz) é dispensada pelo noivo; e Jack Fuller (Ashton Kutcher) é demitido pelo próprio pai. Ambos decidem chorar as mágoas em Las Vegas. Após uma noite de muita diversão, acordam e descobrem que se casaram. Já sóbrios, apostam uma última moeda no caça-níquel... e ganham 3 milhões de dólares. A partir daí, eles têm de aprender a conviver, pois só poderão desfrutar do dinheiro se provarem que formam um casal estável. Outra alternativa será convencer o outro a desistir da relação, tornando-a um inferno. A partir daí se desenvolve a trama da comédia, que fica forte.

Tom Voughan, em seu primeiro longa, aproveita com aptidão o gênero. Uma boa comédia se dar pela direção (óbvio) e pelo roteiro (idem), principalmente o roteiro. Dana Fox assina um roteiro inteligente, com diálogos engraçadíssimos. Diaz e Kutcher são ótimos juntos. Ashton faz uma cena super engraçada na terapia, quando ele está com o olho roxo. A única coisa que faz o filme se tornar clichê é seu final, daqueles finais felizes clássicos de comédias românticas. Não deixa de ser ruim por isso, só que estamos cansados de ver comédias desse tipo (em que o casal briga durante todo o filme e nos minutos finais eles se reconciliam e ficam juntos). Não é nenhum spoiler o que eu estou falando. Você certamente já imaginava o fim do filme logo que lera a sinopse.

Comédias românticas são assim, existem pessoas que gostam de se prender a coisas repetitivas. Seja como for Jogo de Amor em Las Vegas é somente mais do mesmo. Engraçado e até emocionante – ok, não chegaremos a tanto. Mesmo que siga a bula, chega a ser diferente até certo ponto.

Ashton Kutcher na cena de “corrida” para ver quem chegaria primeiro à psiquiatra não lembra a cena inicial de Recém Casados? Kutcher tem bom desempenho fazendo papéis que ele está acostumado a fazer (e nós à ver). Fica chato ver algo parecido demais, quero vê-lo fazendo outros papéis, seria curioso ele em outro gênero como em Efeito Borboleta, que talvez tenha sido o seu melhor papel, embora o filme não seja tão bom.

Digo que Jogo de Amor em Las Vegas é apenas fraco. Você se diverte pra caramba, porém continuou implicando com o seu final, poderia ter algo diferente, empolgante. Se tem uma coisa que faz o filme dar certo o nome disso é: Ashton Kutcher e Cameron Diaz.

2 comentários:

  1. Cara, muita coragem para ver Ashton Kutcher nos cinemas, mesmo qdo só por diversão, rs... eu já sou um cara extremamente medroso, ahahha
    Rafale, tomara que tu volte com mais frequencia a postar aqui no Tablito o quanto antes... estarei na expectativa.
    abraços!!!

    ResponderExcluir
  2. Vou assistir a este filme na próxima semana, sem esperar muita coisa. O trailer indica que este "Jogo de Amor em Las Vegas" é mais uma daquelas comédias românticas...

    ResponderExcluir

Seguidores