26 de jan de 2012

Comentando os indicados ao Oscar

Foram anunciados ontem (24) pela manhã os indicados ao Oscar de 2012. Surpresas, surpresas e os esquecimentos (?) de sempre. Coisa boa, coisa ruim, como sempre acontece. Abaixo, algumas impressões.

MELHOR FILME
Tudo Pelo Poder Cavalo de Guerra
O Artista
O Homem Que Mudou o Jogo
Os Descendentes
Millenium – Os Homens que Não Amavam as Mulheres Tão Forte e Tão Perto
50% A Árvore da Vida
Meia-Noite em Paris
Histórias Cruzadas
A Invenção de Hugo Cabret


MELHOR DIREÇÃO
Michel Hazanavicius | O Artista
Alexander Payne | Os Descendentes
Martin Scorsese | A Invenção de Hugo Cabret
Woody Allen | Meia Noite em Paris
George Clooney | Tudo Pelo Poder Terrence Malick | A Árvore da Vida

- A Árvore da Vida: Queimei a língua por especular que o filme não entraria e só apareceria em melhor fotografia. Gostei dessa surpresa. Na direção, Malick conseguiu a indicação e alcançou gritinhos eufôricos da imprensa (e de se cinéfilos também - tipo, vários. Eu, nem tanto). Fotografia era óbvio (e que categoria linda, vocês têm que ver);

- Cavalo de Guerra: Hora que a Academia mostra seu lado conservador e indica Spielberg por um épico de guerra. Ao que parece, os membros da AMPAS torceram o nariz para As Aventuras de Tintim. Banho de água fria na categoria de animação. Viram só? Oscar está cada vez mais diferente dos indicados - e vencedores - do Globo de Ouro;

- O Homem que Mudou o Jogo: esse é aquele que fica quieto em todas as premiações que é indicado e sempre volta pra casa com uma mão na frente outra atrás. Vai ser assim no Oscar, vão ver;

- Histórias Cruzadas: quase todo ano um filme com cara de independente ganha espaço no Oscar. Quase nunca o diretor é indicado, quase sempre com razão. Enfim, quase sempre volta com um oscar de melhor roteiro pra casa. Quando não alcança a indicação de roteiro, como é o caso de Histórias Cruzadas, alguém do elenco descola algo. Duas atrizes coadjuvantes foram indicadas (mais na frente falo disso) e tem Viola como concorrente mais forte de Streep.

- Meia-noite em Paris: tem como não vibrar com Woody Allen de volta às premiações depois de Hannah e Suas Irmãs? O curioso é que seus filmes durante esse tempo, digamos, ocioso de Oscar, renderam algumas indicações ao elenco e até o Oscar de Penélope Cruz e em Meia-noite em Paris o elenco ficou de fora e Owen Wilson era uma aposta muito remota de todos. #TeamMidNightinParis;

- A Invenção de Hugo Cabret: Scorsese! Basta dizer isso. Se tem algo que me empolga nesse Oscar é ver dois dos meus diretores favoritos que é o próprio Scorsese e Allen, claro. Hugo se fortaleceu muito no Oscar (com suas 11 indicações) e acabou sendo concorrente direto de O Artista. Ainda que Os Descendentes esteja forte também;

- O Artista: até agora, o mais próximo da estatueta. Até chegar aqui. O Artista foi sendo indicado a muitos prêmios e ganhando vários deles. Já está sendo chamado por muito no twitter como pedante por ser preto & branco, mudo e musical (risos);

- Os Descendentes: A volta de Alexander Payne sendo bastante celebrada. Os Descendentes pode até se fortalecer até o dia da premiação. Lembrem-se que a essa altura do campeonato no ano passado tinha muita gente que apostava em A Rede Social (eu, por exemplo). Vamos analisar com calma as apostas. Até porque, não me sinto seguro apostando em filmes que não vi, mesmo que seja um vencedor imbatível;

- Tão Forte e Tão Perto: quase ninguém mais lembrava desse filme. Mas a AMPAS fez questão de refrescar a memória de todos. Por quê? Eles amam Stephen Daldry. Foi a maior surpresa dos indicados, pois já era esperado a presença de A Árvore da Vida depois do anúncio da indicação do Malick. Foram espertinhos e anunciaram o filme por último e pela reação da imprensa não é só a AMPAS que ama o cara os EUA em peso também, eu acho;

- Tudo Pelo Poder: Clooney chupou! E seu filme não conseguiu nem direção, nem uma vaguinha na categoria principal que forom nove indicados. Uma grande promeça de indicações que ficou só nisso mesmo;

- Millenium – Os Homens que Não Amavam as Mulheres: Fincher também ficou na mão. Indicação de consolação é uma ova. Mas foi uma esnobada menor que a do filme de Clooney que não conseguiu a merecida indicação de Gosling, pois Rooney Mara ao menos foi indicada e teve ainda a indicação em Fotografia e Montagem - categorias que considero muito importantes. O estranho é que, geralmente, quem é indicado em montagem consegue a indicação a melhor filme de o filme do Fincher foi o único entre os indicados que não conseguiu tal proeza;

- 50%: ainda pensei que a AMPAS ia fazer uma loucura e indicar 50%. Ainda bem que não fizeram isso. O filme é chatinho, embora apresente uma proprosta interessante. Só. Indicação em roteiro já seria um exagero.

MELHOR ATOR
Leonardo DiCaprio | J. Edgar Demián Bichir | A Better Life
George Clooney | Os Descendentes
Jean Dujardin | O Artista
Michael Fassbender | Shame Gary Oldman | O Espião que Sabia Demais
Brad Pitt | O Homem Que Mudou o Jogo

- Demián Bichir: sério, quem é esse cara? E que filme é esse? Não querendo derrubar a atuação dele, até porque nem vi o filme, mas de onde veio esse cara que não apareceu em nenhuma premiação. Bem, deixou pra trás um dos grandes favoritos à indicação que era o DiCaprio (coitado).Minha teoria que ele vai ser lembrado como o grande ator que nunca recebeu Oscar não parece equivocada, não, é? | George Clooney: eu ainda aposto no cara, mesmo que Os Descendentes tenha esfriado, aqui ele me parece o favorito. A maior ameaça é o francês bigodudo. | Gary Oldman: grande ator - fez merda, mas até o Clooney fez e foi pior, né Batman? Outra surpresa na categoria. O indicado tem pouco fôlego | Jean Dujardin: este poderá ser a zebra da noite. Tem grande potencial para tirar o segundo Oscar do Clooney. | Brad Pitt: este completa a lista, como sempre. O Homem que Mudou o Jogo é aquele entre os indicados a melhor filme que vai voltar pra casa sem nada. Repito: sem nada.

MELHOR ATRIZ
Glenn Close | Albert Nobbs
Viola Davis | Histórias Cruzadas
Tilda Swinton | Precisamos Falar Sobre o Kevin Rooney Mara | Os Homens que Não Amavam as Mulheres
Meryl Streep | A Dama de Ferro
Michelle Williams | Sete Dias Com Marilyn

- Glenn Close: juro que não ia apostar mais na idicação de Glenn Close. Ela merece há muitos anos um Oscar, mas esse ano não vai conseguir já que não apresenta ameaça as duas concorrentes mais fortes. | Viola Davis: venceu o Critic's Choice Awards mas dançou e fez cara de nojinho no Globo de Ouro, ainda assim é uma grande ameaça à queridinha pelo crescimento rápido de Histórias Cruzadas | Rooney Mara: quase todo mundo já estava desacreditando que essa indicação viria, as apostas era fixas em quatro inicadas e Mara acabou surpreendendo e tomando o lugar de Tilda Swinton. O fillme do Fincher ainda conseguiu boas inicações, se reclamarem é de barriga cheia. | Meryl Streep: todos amam sua elegância. Recebeu o Globo de Ouro e jogou simpatia no seu discurso e uma humildade exemplar. Já se passaram 30 anos desde o último Oscar dessa diva e ela nunca esteve tão forte desde então quanto agora. | Michelle Williams: olha Michelle, adoro você, mas esse ano não rola de novo, sempre tem concorrentes melhores e, bem... esse ano tem que ser da Meryl.

MELHOR ATOR COADJUVANTE
Kenneth Branagh | Sete Dias Com Marilyn
Jonah Hill | O Homem Que Mudou o Jogo
Armie Hammer | J. Edgar Nick Nolte | Guerreiro
Christopher Plummer | Toda Forma de Amor
Albert Brooks | Drive Max von Sydow | Tão Forte e Tão Perto

- Kenneth Branagh: um dos três que era certeza estar presente. | Jonah Hill: a indicação do cara virou motivo de chacota. Já era esperada, mas foi alvo de muitas críticas. Nem vi o filme, depois digo se foi merecido ou não. | Nick Nolte: outro que por pouco não aposto. E não dá uma raiva quando você fica entre dois e o que você não escolheu é indicado? Nossa, isso chega a estragar meu dia. | Christopher Plummer: o favorito e com grande vantagem. Se ganhar o SAG no domingo, o favoritismo ganha mais força. | Max von Sydow: momento "vamos puxar mais o saco do Stephen Daldry", ou não, vai que Tão Forte e Tão Perto é bom e vocês fazendo confusão. Coadjuvante idoso a indicação é quase certa.

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE
Berenice Bejo | O Artista
Jessica Chastain | Historias Cruzadas
Melissa McCarthy | Missão Madrinha de Casamento
Shaileen Woodley | Os Descendentes Janet McTeer | Albert Nobbs
Octavia Spencer | Historias Cruzadas

- Berenice Bejo: categoria mais fácil de acertar as apostas, era só ter um pouquinho de sorte, O Artista, em mais uma de suas 10 indicações, manda um forte abraço. | Jessica Chastain: muita sacanagem da academia usar a foto da Chastain em A Árvore da Vida. Não seria lindo vê-la duas vezes nessa categoria? | Melissa McCarthy: eu consegui rir muito de Melissa McCarthy em Missão Madrinha de Casamento, junção de uma ótima atuação sua e um belo roteiro (que conseguiu indicação merecidamente). Será que ela ganharia o Oscar pouco depois de ganhar o Emmy? | Janet McTeer: quando eu falei de sorte era só arriscar em McTeer ou em Shailoon Woodley (Os Descendentes). | Octavia Spencer: por enquanto minha aposta por aqui é em Spencer.

* *

Comentários sobre todas as categorias daria um post imenso. A premiação acontece no dia 26 de fevereiro, no local de sempre, no canal de sempre, na hora de sempre. Antes vamos dá nossas clássicas alfinetadas no tapete vermelho e vomitar arco-íris por nossos ídolos. Nos decepcionar, vibrar, reclamar, enfim. A mesma coisa só que diferente. 

A lista completa de indicados, você confere aqui.

Um comentário:

  1. Meryl Streep...comecei a gostar dela com ''Mamma Mia'' e decidi que veria todos os filmes dela, uma lista enorme que na verdade, vi uns 5 só, e ela com toda certeza é a melhor!

    ResponderExcluir

Seguidores