2 de fev de 2009

Austrália (2008)


Baz Luhrman é um diretor de exageros. O Exagero não atrapalhou nem um pouco o brilhante Moulin Rouge! - Amor em Vermelho. E é provável que o exagero tenha sido o erro de Austrália (Australia, 2008). Onde o diretor exagera? Na vontade insassiável, de criar um clássico do novo século. Essa missa é longa, e a história toda começou com uma tal comparação de alguns à ...E O Vento Levou, e Austália possui de fato pequenas semelhanças, no entanto, chega a ser óbvio que Luhrmann constrói cenas - mesmo que às vezes o contexto não exiga - para que haja comparações, como se fosse obrigação fazer uma cópia fajuta.

O filme se passa no início da 2ª Guerra Mundial. Onde Sarah Ashley (Nicole Kidman) é uma arrogante aristocrata inglesa, que possui uma fazenda de gado na Austrália. Ela viaja ao país para reencontrar o marido, mas ao chegar descobre que ele foi assassinado. Para não perder a fazenda, ela se une a um vaqueiro (Hugh Jackman) e ao garoto arborígene Nullah (Brandon Walters). Juntos eles precisam levar um rebanho de gado até Darwin, no interior do país.

O filme escapa pelas mãos do diretor. Há certos momentos que dá a impressão que dirigiu o filme amarrado e apontando uma arma para a cabeça. Entretanto, BL não destrói a obra. Eu culpo o roteiro fraquinho passado por oito mãos (Stuart Beattie, Ronald Harwood e Richard Flanagan e o próprio Baz) que não serve como base à duração do filme. Pode haver gente saindo no meio da sessão. Falta de vontade para mim não foi. O filme é longo, tem quase três horas de duração e o reteiro é cheio de furos, sõa raras as cenas que prendem a atenção .

Algum motivo aparente para as pessoas manter-se firmes assistindo toda a projeção deve ser o espetáculo visual que nos proporciona. Efeitos visuais magistrais, porém nada inovadores. Uma direção de arte dígna para um filme de Baz Luhrmann e uma ótima fotografia. O Elenco é mediano, apenas, o destaque é para o garotinho que interpreta Nullah. Nicole Kidman, não está muito confortável no seu personagem, ao contário de Hugh Jackman. Austrália é uma experiência visual que cansa. É impossível não se empolgar com a referência feita à O Mágico de Oz, para mim o longa é apenas um hobby do cineasta de fazer algo sobre sua terra.


AUSTRÁLIA
(Australia, EUA, 2008)
De Baz Luhrmann Roteiro: Stuart Beattie, Ronald Harwood e Richard Flanagan, Baz Luhrmann Com: Nicole Kidman, Hugh Jackman, Jack Thompson, Essie Davis, David Wenham, Bryan Brown. Drama. 165 min.

7 comentários:

  1. Rafael, eu concordo com você que Austrália tem erros irretocáveis no roteiro. Mas sabe que eu achei uma delícia assistí-lo?! Não sei bem o porquê...

    Em termos técncos, acho o filme magnífico! É lastimável não o ver indicado à Fotografia e Direção de Arte no Oscar. Esta última categoria, inclusive, tem Rev. Road totalmente deslocado que poderia ter cedido sua vaga, rsrsrsrs.

    Abraços!

    ResponderExcluir
  2. Rafael, não poderia concordar mais com você. O exagero acabou com "Austrália". O Baz Luhrmann devia saber que ser simples pode ser muito legal e original. :-)

    ResponderExcluir
  3. Kau, acho que é incontestável que "Austrália" é um filme com um lado técnico que posso até dizer que é perfeito. Há certas cenas do longa que gostei muito.

    Kamila, fazer o que, né? O filme poderia ser realmente mais simples. Aprecio tanto filmes desse tipo...

    ResponderExcluir
  4. Rafael, eu não achei "Autrália" tão desastroso como apontam. Acho que a culpa do filme não ter dado muito certo é do Baz Luhrmann, um dos últimos cineastas na face da Terra adequado para dirigir essa produção!

    ResponderExcluir
  5. Ainda não tive a chance de ir ver ...

    Lembrando que, seguindo uma das regras do "Olha que Blog Maneiro", tenho que avisar sobre o selo que coloquei no blog para você repassar.

    ResponderExcluir
  6. Pelo menos 3 estrelas...porque o que tenho lido de coisa ruim do filme. E olha que era um dos que mais aguardava da temporada...Verei em breve.

    Ciao!

    ResponderExcluir
  7. Pelo jeito ninguém gostou muito mesmo desse filme...

    ResponderExcluir

Seguidores