30 de mai de 2009

Dragonball Evolution (2009)


Ao completar 18 anos Goku ganha de presente de seu avô, Gohan (Randall Duk Kim), uma bola pequena com a superfície macia e translúcida, chamada esfera do dragão. Dentro dela estão flutuando quatro estrelas. Existem apenas outras seis esferas idênticas, sendo que quem tiver todas em seu domínio terá um desejo perfeitamente realizado. O passado de Goku está relacionado à existência das esferas, mas ele mesmo não o conhece. Grohan promete contar a verdade em seu jantar de aniversário, mas o jovem foge para ir à festa de Chi Chi (Jamie Chung), sua colega de escola. No período em que está ausente uma tragédia ocorre em sua casa, o que faz com que Goku e seus amigos partam para reunir as sete esferas do dragão.

Cresci assistindo na tevê a série animada Dragon Ball e, como era de se esperar, tornei-me um fã ávido pelo anime, apesar de nem mesmo ler um mangá dos personagens de Akira Toriyama. E fã que é fã, não deixaria de animar-se com a notícia da adaptação para os cinemas. No entanto, as bombas vieram logo à tona. A primeira delas foi a direção à cargo de James Wong. O mesmo responsável pelo primeiro e terceiro Premonição. Segundo: a escolha do protagonista Goku sendo interpretado por Justin Chatwin. A divulgação da sinopse foi a gota d'água. Senti-me ofendido por simplesmente destroçarem todo o universo de Dragon Ball (detalhe, eles juntaram até mesmo o nome formando Dragonball). É inaceitável que aja tanta falta de respeito com o público que acompanhou o mangá e o animê. O gozado é que o filme não agrada inguém, fãs ou não, as pessoas saem do cinema iradas pela curta projeção.

A realidade é que não há nem mesmo o básico do cinema no longa. A montagem é tão porca que passa a impressão de um trabalho feito às pressas. A fotografia é de longe a parte mais escrota do lado técnico, há uma cena que não se vê nada mesmo, só vultos. É preciso forçar bem a vista. Talvez um método usado para esconder defeitos. Chatwin é redículo atuando Goku, os únicos que aproximam-se dos personagens são Chow Yun-Fat como o mestre Kame e Emmy Rossum como Bulma. Os outros não possuem instrução do diretor. A história do filme parece uma imitação barata de Homem-aranha. Por um momento achei que o avó de Goku, em seu leito de morte, fosse dizer "Com grandes poderes, vêm grandes responsabilidades". O filme deixa a desejar até mesmo nos efeitos especiais. É preferível que imagine-se outro universo ao assistir Dragonball Evolution, pois é justamente isso que ele é. Dragonball é diferente de Dragon Ball e essa diferença vai além de uma simples junção de nomes.

DRAGONBALL EVOLUTION
(Dragonball Evolution, EUA/Hong Kong, 2009)
De James Wong Roteiro: Ben Ramsey Com: Justin Chatwin, Chow Yun-Fat, Emmy Rossum, Jamie Chung, James Masters, Park Joon, Eriko Tamura, Randall Duk Kim. Aventura. 84 min.

8 comentários:

  1. Coragem a sua de conferir este filme, hein??? :-)

    Dele, eu passo LONGE!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  2. Este não faz meu estilo de filme hehehe .

    Abraços .

    ResponderExcluir
  3. Kamila, eu já sabia que vinha bomba nesse filme. "Dragon Ball" não funciona nos cinemas, mas só fui conferir para rir um pouco da palhaçada, nem isso eu consegui. O filme é terrível, uma ofensa para quem adimira a série.

    Gabriel, não vale o dinheiro do ingresso, acredite.

    ResponderExcluir
  4. Nossa, aparenta ser horroroso. Um dos filmes do ano dos quais não faço muita questão de ver.

    Ciao!

    ResponderExcluir
  5. Nossa, que coragem!! kkkkkkkkkkkkkkkk
    minha vontade de conferir esse filme é a menor possível já que, confesso, nem conheço muito o desenho!

    ResponderExcluir
  6. Eu até tinha curiosidade de conferir para ver se é tão ruim mesmo, mas os comentários tem sido terríveis!

    ResponderExcluir

Seguidores