11 de mar de 2010

O Oscar de 2010



Antes de expressar qualquer revolta é importante dizer que todos que assistiram a cerimônia do Oscar no último domingo já sabiam muito bem quem seria o vencedor da estatueta mais cobiçada da noite. Era certo que Guerra ao Terror vencesse melhor filme e melhor direção. O que a academia precisa aprender e que o que faz o melhor filme do ano não é a quantidade de estatuetas. Dois anos atrás fico insatisfeito com o Oscar. Em 2008 o grande merecedor de todas as ovações era o longa (já um clássico) de PTA, Sangue Negro e no ano seguinte os dois maiores merecedores do prêmio - The Dark Knight e Wall-e - nem sequer foram indicados.

Quatro dos 10 indicados da academia este anos mereciam muito mais reconhecimento do que o filme de Bigelow. Bastardos Inglórios infelizmente não levou o melhor roteiro original, mas venceu o prêmio mais óbvio da noite e ai da Academia se não premiasse Hans Landa. Avatar levou para casa apenas 3 estatuetas nas categorias técnicas, já que não foi indicado a roteiro original (justo) e em nenhuma categoria de elenco e filme era a única indicação dentre as principais. Amor Sem Escalas, tatinho, não faturou absolutamente nada. O prêmio que parecia certo para o filme era roteiro adaptado, porém todo o charme do roteiro assinado por Jason Reitman e Sheldon Turner não foi páreo para o fraco roteiro de Preciosa (oi?). Up – Altas Aventuras venceu nas duas categorias em que todos apostavam, seria mais revoltante se Guerra ao Terror ou Avatar vencesse trilha sonora (eca!). Bastava assistir as apresentações coreográficas - bem estranhas - de cada trilha pra saber quem era para levar. Nem mesmo a Academia resistiu a “Married life” composto por Michael Giacchino.


Daí Guerra ao Terror começou a ser o papa-prêmios da noite e os traços do final da cerimônia foram definidos, não criando nenhuma expectativa, nenhum incentivo para continuar vendo. Se mantive a TV (ou no caso o PC) ligado foi apenas para ver a vencedora Bigelow e, claro, quem seria a melhor atriz do ano, categoria mais disputada e mais difícil de prever pois Bulock e Streep já vinham de um Globo de Ouro e “empataram” no Critics Choise Movie Awards. Além do mais tinham as ótimas atuações de Gabourey Sidibe e Carey Mulligan e uma surpresa nessa categoria poderia aparecer. Porém foi Bullock que venceu. Merecido? Não totalmete, pois suas concorrentes estavam superiores, nada contra você, Sandra, eu adoro os seus filmes (boa parte deles pelo menos). Merecendo ou não o fato é que ela fez um lindo discurso, provavelmente um dos mais belos da noite.

A única surpresa agradável da noite foi O Segredo dos Seus Olhos ter conquistado mais a Academia do que o favorito A Fita Branca. Jeff também fez um belo discurso. E o momento mais belo foi Kathryn Bigelow ter feito história no cinema. É uma pena que o mercado fará com que as pessoas lembrem dela apenas por ser a 1º e não pelo seus trabalhos anteriores e os futuros que provavelmente ganharão muito destaque. Pra anuncia o melhor filme Tom Hanks entrou e simplesmente falou. Não teve texto, nem piadinha, nem uma enrolação... Quem parou pra tomar um cafezinho perdeu o momento da vitória de Guerra ao Terror.

Sobre os anfitriões deste ano só reclamo do fato deles aparecerem pouco, por que sempre que estavam no palco Steve Martin e Alec Baldwin contagiavam o público e estavam fantásticos na paródia de Atividade Paranormal nos curos minutos que ficaram melhor que o filme original e que quase choro de rir. Outro momento bastante engraçado e interessante foi a entrada de Ben Stiller caracterizado como um Na’Vi para anunciar o vencedor de melhor maquiagem, foi talvez o momento que mais descontraiu na noite. Confira os vencedores por ordem de entrega:



Ator Coadjuvante:
1/1
Vencedor: Christoph Waltz
Aposta: Christoph Waltz
>> That's a bingo!

Animação: 2/2
Vencedor: Up
Aposta: Up
>> Pixar Domination!

Canção Original: 3/3
Vencedor: "The Weary Kind", Coração Louco
Aposta: "The Weary Kind", Coração Louco
>> Pick up you crazy heart and give it one more Oscar.

Roteiro Original: 4/4
Vencedor: Guerra ao Terror
Aposta: Guerra ao terror
>> Bullshit.

Curta de Animação: 5/5
Vencedor: Logorama
Aposta: Logorama
>> Fantastic.

Documentário de Curta-Metragem
Vencedor: Music by Prudence
>> Se cortam até o microfone dos que ganha, porque não a categoria de vez? Falta de respeito!

Curta-Metragem
Vencedor: The New Tenants
>> Não vi :\

Maquiagem: 5/6
Vencedor: Star Trek
Aposta: Il Divo
>> Porque fui mudar a aposta? Oh, man.

Roteiro Adaptado 5/7
Vencedor: Preciosa
Aposta: Amor sem Escalas
>> I can't believe, I can't believe...

Atriz Coadjuvante 6/8
Vencedor: Mo'Nique
Aposta: Mo'Nique
>> Até parece que não sabia que ia ganha...

Direção de arte 7/9
Vencedor: Avatar
Aposta: Avatar
>> Pandora Wins! Yeah!

Figurino 8/10
Vencedor: The Young Victoria
Aposta: The Young Victoria
>> Whatever.

Edição de Som 9/11
Vencedor: Guerra ao Terror
Aposta: Guerra ao Terror
>> Ok, Avatar merecia mais!

Mixagem de Som 9/12
Vencedor: Guerra ao Terror
Aposta: Avatar
>> Ok, Avatar merecia mais aqui também!

Fotografia 10/13
Vencedor: Avatar
Aposta: Avatar
>> Indescutível.

Trilha Sonora 11/14
Vencedor: Up
Aposta: Up
>> "Married Life" explica porque Giacchino venceu (e que discurso hein...)

Efeitos Visuais 12/15
Vencedor: Avatar
Aposta: Avatar
>> Quem resistiria aos caras altos e azuis?

Documentário 13/16
Vencedor: The Cove
Aposta: The Cove
>> Nice job, nice job!

Montagem 14/17
Vencedor: Guerra ao Terror
Aposta: Guerra ao Terror
>> Montagem às vezes é superior às atuações.

Filme Estrangeiro
14/18
Vencedor: O Segredo dos seu Olhos
Aposta: A Fita Branca
>> Surprise!

Ator 15/19
Vencedor: Jeff Bridges
Aposta: Jeff Bridges
>> Tanto que ele colaborou para o cinema.

Atriz 16/20
Vencedor: Sandra Bullock
Aposta: Sandra Bullock
>> Bah, gosto de Bullock. Mas ganhar por Um sonho porssível... tsc, tsc, tsc.

Direção 17/21
Vencedor: Kathryn Bigelow
Aposta: Kathryn Bigelow
>> She's the one. And the first.

Filme 18/22
Vencedor: Guerra ao Terror
Aposta: Guerra ao Terror
>> Bom filme, mas na boa...

6 comentários:

  1. Para mim foi a cerimônia do Oscar mais chata dentre todas que já vi. Poucos momentos parecem ter sido dedicados aos espectadores, até mesmo pela exclusão das canções. Gostei da performance das trilhas, mas nada memorável como já ocorreu na premiação. Uma pena, já que eles foram coerentes na distribuição de estatuetas.

    ResponderExcluir
  2. Não assisti ainda o filme da Kathryn, mas adorei vê-la ganhando o prêmio de direção. E ache a premiação cansativa em comparação com o do ano passado, esperava mais do Baldwin e do Martin, mas não foi culpa deles, por que parece que as piadas tinham que passar por regras da própria Academia. PENA! E adorei o discurso do Giacchino e das paródias a "Atividade Paranormal" e "Avatar" por Ben Stiller, que me fizeram ainda ficar de olhos abertos.

    ResponderExcluir
  3. É inegavel dizer que o filme dos Coen, não mereciam vencer aquela noite, e ano passado acho que a noite deveria ser inteiramente do Cavaleiro das Trevas!

    ResponderExcluir
  4. Caro Fael, você já deve ter visto minha indiganação em torno desta vitória. O Filme é ótimo e isso é indiscutível. Mas de longe ele não merece essa premiação. avatar e Bastardos são bem mais superiores. É uma pena!

    ResponderExcluir
  5. Já minha pessoa, gostou demais da premiação, pois tive surpresas que mesmo nem estando na torcida, me agradaram. Confesso que não gostei de "Guerra ao Terror" desbancar "Avatar" que merecia mais!

    Gostei muito, mais muito mesmo de ver os quatro vencedores nas categorias de atuação, pois foram quatro marcantes performances para mim!

    Em especial, Sandra Bullock que considero que estava no mesmo nível que as demais indicadas. E a que mais impactou-me. Espero que todos um dia a percebam como ela transformou a comum Leigh Anne em algo maior.

    Não gostei da duração, pois a agilidade proposta não vi, e isso prejudica a audiência!

    Gostei muito, e não é a toa que colocar 10 indicados a Melhor Filme (incluindo 5 favoritos do público, que aos moldes da Academia nem estariam lá, lhe rendessem a cerimônia mais assistida nestes últimos 5 anos)!

    Abraço

    ResponderExcluir
  6. Cerimônia bastante chatinha e morna, sem sal.

    Visto que os filmes deste ano nem todos foram empolgantes, fato.
    Sandra Bullock melhor atriz? Era a mais fraquinha das indicadas, sinceramente. Até Carey Mulligan por Educação estava melhor que ela! Lamentável, como sempre as premiações são estranhas – lembra de Reese Whiterspoon ter tirado o Oscar de Felicity Huffman por Transamerica? Julia Roberts ter tirado o Oscar das mãos de Ellen Burtyn por Requiem para um sonho? como sempre, filmes comerciais imperam mais – vide as atuações. Fato!

    Guerra ao terror é bom, sim…mas, Bartados Iglorios que deveria imperar nas premiações…só levou o oscar de coadjuvante? Sem comentários.

    Jeff Bridges merecia há anos, esse sim valeu a pena! foi bonito de ver. Gostei das premiações técnicas de Avatar, mas merecia melhor som e mixagem também! Boa a premiação de filme estrangeiro, apesar do páreo duro este ano nessa categoria. Essa sim teve filmes densos e interessantes!

    Taylor Lautner e Kristen Stewart estavam agradáveis na apresentação dos filmes de terror – o que Lua nova também fazia nas cenas juntos com os filmes de terror? Achei estranho também, visto que o filme não é macabro, mas acho que o critério de seleção dos filmes era mais por ter elementos do horror(vampiros, lobisomens, etc). Vai entender mesmo, rs.

    Bela homenagem a John Hughes, momento ápice da Cerimônia e tenho dito!

    Eu acho que a trilha sonora deveria ter sido por James Horner, Avatar ou mesmo o de Hans Zimmer que fez um belo trabalho no Sherlock Holmes – mas, você vai me condenar, mas eu preferia mesmo é que a trilha de Alexandre Desplat por Lua Nova tivesse sido vencedora, já escutou? recomendo! Sério, o score é lindo e intenso.

    Bom, que venha o próximo Oscar!

    ResponderExcluir

Seguidores