26 de fev de 2012

Apostas e comentários para o Oscar 2012

Não assisti Hugo, mas acredito muito em todos e imagino o quanto o filme deve está bom. Nos dias que se antecederam o filme de Scorsese se fortaleceu bastante e as 11 indicações ao prêmio só deixou mais claro que o verdadeiro concorrente de O Artista de hoje não será Os Descendentes que aliás, esfriou bastante. Até mesmo Clooney perdeu o SAG então o filme que venceu o Globo de Ouro e... e... Só, não tem mais fôlego pra noite. É provável porém que saia da noite com o prêmio de roteiro adaptado. Sinceramente essa categoria sempre costuma me surpreender, há dois anos, por exemplo, poucos apostavam em Preciosa, estou errado?


Anyway, Os Descendentes podem ficar no banco dos rejeitados juntamente com O Homem Que Mudou o Jogo, que, convenhamos não merece ganhar nada. Não querendo discriminar o filme - mas já discriminando - é por um motivo de concorrência. Credo, Jonah Hill não merecia a indicação. Philip Seymour Hoffman faz muito mais que ele com menos minutos em cena. Hill é estático, o que lhe deu força foi um carisma (?) que encontraram nele. Nada justifica colocá-lo no lugar Albert Brooks por Drive. NADA!

Sabemos, porém (e ainda bem, muito obrigado) que ele não tem a menor chance. A categoria já é de Plummer que vem carregando tudo. E bem merecido. Penso que Max Von Sidow é a maior ameaça. Às vezes temo muito esse amor da AMPAS por Stephen Daldry. Gostei do personagem de von Sidow, mas o filme, no quisito atuação, é todo do garoto Thomas Horn. Onde será que Daldry cata essas crianças? Porque olha. Falando em coadjuvantes Octavia Spencer também é outra com a vitória garantida. Bérénice Bejo, (apesar de estar na categoria errada e assim, injustamente merecer mais) não penso que represente ameaça.

Quando vou falar da categoria de melhor atriz, começo logo a tremer. Ficarei feliz com a vitória de ambas (Meryl e Viola), mas espero mesmo que Meryl ganhe. Mesmo! Quem acompanha sabe o quanto ela está desejando esse prêmio. Viola, merece também, óbvio. É uma atriz tão experiente e tão natural que é sempre ótimo vê-la em cena. Aposto em Viola Davis.

Dujardin, leva melhor ator e merece demais. Vou além, antes torcia tanto para ele quanto para Clooney, mas um personagem com George Valentim não pode deixar de ser ovacionado e Clooney têm tantas oportunidades que virão mais a frente. Esse Oscar dará a chance de vermos mais Dujardin nas telas. Do mesmo modo que aconteceu com Christoph Waltz.

Melhor filme
O Artista

Melhor ator
Jean Dujardin - O Artista

Melhor atriz
Viola Davis - Histórias Cruzadas

Melhor ator coadjuvante
Christopher Plummer - Toda Forma de Amor

Melhor atriz coadjuvante
Octavia Spencer - Histórias Cruzadas

Melhor diretor
Michel Hazanivicous - O Artista

Melhor roteiro adaptado
A Invenção de Hugo Cabret

Melhor roteiro original
Meia-Noite em Paris

Melhor filme em lingua estrangeira
A Separação (Irã)

Melhor longa animado
Rango

Melhor trilha sonora original
A Invenção de Hugo Cabret

Melhor canção original
"Man or Muppet" - Os Muppets

Melhores efeitos visuais
Planeta dos Macacos - A Origem

Melhor maquiagem
A Dama de Ferro

Melhor fotografia
A Árvore da Vida

Melhor figurino
O Artista

Melhor direção de arte
A Invenção de Hugo Cabret

Melhor montagem
O Artista

Melhor edição de som
Millennium - Os Homens que Não Amavam as Mulheres

Melhor mixagem de som
Millennium - Os Homens que Não Amavam as Mulheres

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguidores